Menu de Navegação de Páginas

Papa Francisco abre caminho para beatificação de João Paulo I

Papa Francisco abre caminho para beatificação de João Paulo I

O papa Francisco reconheceu virtudes heroicas do papa João I, abrindo caminho para sua beatificação, anunciou nesta quinta-feira (9) a assessoria de imprensa do Vaticano. Jorge Bergoglio assinou na quarta-feira (8) o decreto para Albino Luciani, que se converte de forma oficial em “venerável” e poderá ser beatificado se a Igreja reconhecer um milagre obtido mediante sua intervenção. O reconhecimento das virtudes ocorreu durante a audiência que Francisco concedeu ao Prefeito da Congregação das Causas dos Santos, Cardeal Angelo Amato.

João Paulo I, conhecido como “o Papa sorriso”, foi o pontífice italiano e um dos mais efêmeros: eleito em agosto de 1978, faleceu 33 dias mais tarde, depois de sofrer um infarto aos 65 anos. Durante este breve período, levou a Santa Sé a adotar uma maior simplicidade, mas a Cúria, o governo do Vaticano, não gostou muito de seu estilo direto. (AFP)

O Papa Francisco autorizou ainda a promulgação dos seguintes decretos:

– o martírio do Servo de Deus João Brenner, Sacerdote diocesano; nascido na Hungria, morreu no país em 1957;

– o martírio da Serva de Deus Leonella Sgorbati, irmã professa do Instituto das Missionárias da Consolata. Ela nasce una Itália e morreu em 17 de setembro de 2006 a Mogadíscio (Somália);

– as virtudes heroicas do Beato Bernardo di Baden, Marquês de Baden; nasceu em 1428 na Alemanha e morreu em 1458 na (Itália);

– as virtudes heroicas do Servo de Deus Gregório Fioravanti, Sacerdote professo da Ordem dos Frades Menores, fundador da Congregação das Irmãs Franciscanas Missionárias do Sagrado Coração; morreu na Itália 1894;

– as virtudes heroicas do Servo de Deus Tomás Morales Pérez, Sacerdote professo da Companhia de Jesus, fundador dos Institutos Seculares Cruzados e Cruzadas de Santa María; nasceu na Venezuela em 1908 e morreu na Espanha em 1994;

– as virtudes heroicas do Servo de Deus Marcellino da Capradosso, leigo professo da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos; morreu na Itália em 1909;

– as virtudes heroicas da Serva de Deus Teresa Fardella, viúva De Blasi, fundadora do Instituto das Irmãs Pobres, nasceu nos Estados Unidos em 1867 e morreu em 1957 em Trapani (Itália).

Com informações de online@jcruzeiro.com.br e site CNBB

Deixe um Comentário