Menu de Navegação de Páginas

Padre Rosivaldo celebra 25 anos de sacerdócio com missa em Vitória

Padre Rosivaldo celebra 25 anos de sacerdócio com missa em Vitória

A Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, no município de Vitória de Santo Antão, celebrou neste domingo, 18 de junho, os 25 anos de ordenação de seu pároco, padre Rosivaldo Pontes de Andrade. Paroquianos da igreja matriz e das 19 capelas que compõem a paróquia participaram da celebração eucarística, às 17h, na igreja de Nossa Senhora de Fátima, que fica no bairro de Água Branca, também conhecido como Cajá.

Nascido em Vitória, onde foi batizado por padre Renato, o pároco se diz muito feliz em pastorear por essas bandas. “Cada lugar por onde passei tem seu encanto e aqui me encontro em caminhada, evangelizando com o Missa e Missão, fazendo parte do povo de Deus”, disse o padre. O Missa e Missão de que o padre fala é um trabalho que desenvolve na Paróquia, visitando casas e famílias das comunidades, partilhando com elas seus estilos de vida. A visita termina sempre com a celebração de uma missa – e com mais ardor para seguir em missão.

A vocação sacerdotal do padre Rosivaldo despertou quando fazia parte do movimento jovem na capela da Ressurreição, na Vila da Cohab (7º RO), em Olinda. Ingressou no seminário aos 21 anos de idade e foi ordenado diácono em 1990 na igreja matriz de São Lucas, que à época tinha como pároco o então padre Fernando Saburido, hoje arcebispo da Arquidiocese de Olinda e Recife. A ordenação presbiteral de padre Rosivaldo foi ministrada por dom José Cardoso Sobrinho, em 1992, na matriz de Santa Maria Mãe de Deus, no bairro da Macaxeira, no Recife.

A Paróquia do bairro da Macaxeira foi a primeira confiada ao padre. Nesses 25 anos de sacerdócio, foi pároco também das paróquias de São Judas Tadeu, no Cajueiro; Santos Cosme e Damião, em Igarassu; e agora da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, em Vitória. Por onde andou, imprimiu traços da Renovação Carismática, movimento que abraçou no final dos anos 90, quando orientava grupos de oração na paróquia do Cajueiro.

Aos 54 anos, padre Rosivaldo lembra com carinho dos pais, Brasiliano e Maria do Carmo, e dos irmãos – ele é o terceiro dos sete filhos do casal. Adepto das mídias sociais, mostra seu gosto pela vida simples do interior nas fotos que posta, frequentemente, no Facebook, com direito a artes e efeitos digitais. Como mensagem aos que o acompanham nestes 25 anos de sacerdócio, o padre registra sua gratidão. “Louvo a Deus e agradeço a todos e todas que me ajudaram e continuam ajudando na caminhada”, concluiu.

Pascom AOR

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *